WorkShop de Visual Merchandising pelo Studio V

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

Essa semana eu tive uma oportunidade incrível que foi poder participar de um WorkShop muito bem elaborado pelo Studio V em parceria com o Street Style POA.

Para quem não sabe, o Studio V é um projeto muito legal da Vania Marques (uma portuguesa fora do sério!!!) que é sediado em Milano, na Itália.
Com um currículo de deixar qualquer um boque-aberto, a Vania já colaborou com marcas como Prada, Miu Miu, Luxottica, DaBeers entre outros nomes poderosos do mercado. Atualmente ela trabalha no showroom do Alexander McQueen em Milano (ta bom ou querem mais?). E para quem ficou curioso, ela é mestre em arquitetura pela Faculdade de Arquitectura de Barcelona, é pós graduada em design de jóias pelo Politécnico de Milano e ainda é especialista em Visual Merchandising pela Central Saint Martins.

O Evento ocorreu no Galpon, que é um espaço novo em Porto Alegre, com jeito de galeria e planejado pela querida e gentil Claudia Palma, do Street Style POA. Com participantes bem focados, o WorkShop contou com outros VMs, arquitetos e pessoas ligadas à moda.

“BUSCAMOS VENDER UMA EXPERIÊNCIA, NÃO UM PRODUTO!”, Vania Marques

A ideia do projeto é através das dicas e todo o material de pesquisa disponibilizado pela Vania, fazer com que os profissionais do mercado possam aplicar de maneira mais clara e precisa conceitos básicos do consumo e de atração com o cliente.
Acho muito importante ressaltar que critérios de cor, de amplitude, de espaço e de informalidade com o mercado Ocidental, foram bem expostos por alguém que entende bastante sobre o comportamento do consumidor. Aliás, pode parecer uma babação de ovo minha, mas antes mesmo de conhecê-la eu já a estava admirando muito (pudera também), e quando cheguei ao evento ela me reconheceu de cara. Não podia não rolar empatia né?

Uma dica super importante que a Vania me passou é que estudar na Europa anda caro demais. Por isso, é muito importante pesquisar qual o melhor curso e qual a melhor forma de entrar nele. Ela frisou também que estudar na Central Saint Martins, em Londres, é uma experiência única (e muito engrandecedora!), e que não é a opção mais cara, como muita gente pensa. Portanto, vale apena investir num curso de verão (que é mais em conta) e saber escolher bem a sua escola, já que opções como a França e a Itália, andam muito fora da realidade financeira dos estudantes mundiais de moda.

Espero que tenham curtido um pouquinho da minha experiência, uma vez que eu posso assegurar vocês que quem tiver a oportunidade de conferir de pertinho esse trabalho de pesquisa + aula de VM (que vem sido realizado pelo Studio V), com certeza vai se sentir muito mais seguro na hora de realizar algum trabalho de stylist, de produção cenográfica ou mesmo, de vitrinismo e assessoramento para alguma marca/empresa. Ela é o “cara” do Visual Merchandising. Ah, e para quem ficou curioso para saber mais sobre o Galpon, aguardem por novidades. 

Abraços e até mais.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *