E a Escola acabou.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

É bem estranho começar a escrever esse post, porque tudo por aqui começou estudando no colégio mas almejando demais terminá-lo, o que agora finalmente aconteceu. Às coisas nas nossas vidas são cíclicas, tudo que nos acontece tem um início, um meio e um fim. E a escola acabou.

Falar da minha trajetória ao longo de todos esses anos é quase como abrir um livro da minha vida. É muito pessoal, é íntimo demais. Mas também é inevitável não comentar sobre os momentos que mais me marcaram ao longo destes últimos 3 anos que foram o meu Ensino Médio, já que eles foram fundamentais para a construção do Matheus que hoje está aqui escrevendo para vocês.

Iniciei o meu Ensino Médio numa escola diferente, voltada para a Universidade Federal. Conheci tanta gente especial, fui convidado para tanta coisa que realmente era legal (e mesmo saindo de lá, tudo isso continuou). Meu primeiro ano foi digno de maratonista. Troquei de escola duas vezes, e em ambas as duas eu fui recebido de braços abertos. Formei amizades que carreguei até a conclusão. Isso, realmente é o que me importou!!!

Ao chegar ao segundo ano comecei a mudar as perspectivas daquilo que eu acreditava ser o certo como futuro profissional, coloquei em prática toda a teoria estudada e comecei a dividir o meu tempo entre a escola, o blog e mais tarde com todas as outras colaborações que eu fiz paralelamente. Foi um ano rico em experiências.

Quando eu vi, cheguei ao Terceirão. Estava eu numa turma nova, repleta de gente bacana e que por incrível que pareça, só eu conseguia enxergar que tudo no fim iria dar certo. O ano avançou, a tenção seguiu o mesmo caminho e quando percebemos estávamos todos concluindo. E concluir foi estranho porque eu me dei conta de que de alguma forma todos somos exemplo para alguém. Portanto, por sermos justamente exemplo devemos sempre fazermos o nosso melhor para conosco e para com o nosso próximo (mesmo que às vezes as coisas pareçam não ir pelo caminho certo). Essa foi a valia do meu terceiro ano: aprender com as diferenças.

Gostaria de repetir, porque eu vivo falando isso para todos os meus amigos, mas eu gostaria de deixar registrado o meu muito obrigado por todos esses momentos difíceis, alegres e malucos que todos nós estivemos juntos. Foi realmente muito especial. Eu torço para que cada um seja feliz no caminho que escolherem, porque é isso que eu desejo para mim, e é isso que eu espero para todos vocês.

Com muito carinho,
Matheus.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *