Relação entre ter 19 anos e o Mundo Moderno que a gente muda

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

Fazer 19 anos não é nada fácil.

Começo dizendo que já não temos mais as mesmas ilusões dos 18 (pelo menos na grande maioria das vezes), já vivemos os 15 com o desejo da maior idade, já passamos pelas ansiedades dos 17 e agora chegamos na fase em que inicia-se de fato o ponta-pé para não mais sermos adolescentes e sim jovens adultos.

EXISTE DIFERENÇA NISSO MATHEUS?

Existe, e as pessoas valorizam muito a atitude e o posicionamento em que proporcionamos diante delas. Você pode pensar que dane-se a opinião alheia, mas vivemos em sociedade, e essa sociedade faz parte do mundo moderno.

Eu sempre me intriguei quando pensava que vivia nesse tal mundo moderno. Acontece que Moderno é tudo aquilo que muda, e mudar dá muito trabalho. Desacomodar as antigas rebeldias, chacoalhar as mesmas mesmices, remecher no comodisco e acreditar que o hoje faz parte do amanhã não é uma simples tarefa, acontece que ela faz parte da vida da gente e isso só o passar dos dias, o levar dos anos e o tempo ao tempo nos proporciona perceber.

Aprendi nesse 1 ano que se passou em minha vida o quanto devo me valorizar e priorizar tudo aquilo que me é útil e que me faz bem. À começar pelo meu próprio corpo (seja ele físico, mental ou mesmo intelectual). Depois nas amizades e no coleguismo coletivo em que vivemos, com isso eu aprendi de fato que a família da gente é a base de tudo e para tudo (mesmo aqueles parentes mais carrancudos que temos dentro deste circulo, todos tem algo a nos dizer e também a nos ensinar). Aprendi que ser humilde é a maior virtude que alguém pode ter, mas que não significa abaixar a cabeça para todos os outros. Significa na verdade saber ouvir e compreender a opinião alheia, calar em muitas as vezes e escutar a voz do silêncio na reflexão. Percebi que a minha fé não vai embora de mim e é dela a força que tiro todos os dias ao acordar mais uma vez.

OS 19 NÃO SÃO OS 20, MAS DERAM INÍCIO NO MEU MUNDO MODERNO

Eu acredito fielmente no comportamento do ser humano. Tudo bem que eu não estudo psicologia, mas acredito que é através dele que enxergamos todas as características necessárias para sabermos lidar com o outro. Muitas vezes o reflexo do mesmo é visto em nós.

Um exemplo disso foi outro dia, quando a minha mãe me disse que tinha reparado que depois de eu ter feito 19 anos, o meu modo de me vestir havia mudado, inclusive na maneira de eu agir e me comportar como homem. Eu admito que fiquei a pensar sobre o que ela havia me dito. De fato, venho num processo natural de evolução do meu estilo, isso reflete muito no meu comportamento.

Creio que antes de fazer aniversário (porque isso é apenas uma data comemorativa) eu já vinha demonstrando características diferentes de quando eu ainda não era maior de idade. Talvez a minha mãe tenha feito a associação entre os 19 com ser um jovem adulto. Hoje prefiro muito mais a teoria do menos é mais e do simples para sempre. Tenho estudado que isso faz a diferença e pode sim definir o meu ideal de ideal. Ponto. Nada nem ninguém pode me questionar essa questão, e é exatamente isto que faz o meu mundo girar de uma outra forma.

Talvez a sociedade ainda engatinhe na sua maneira de pensar. Eu certamente me incluo nesse grupo. Tenho aprendido que a modernidade começa na minha mudança.

Mudar requer vontade, e eu decidi que era hora de começar a me reinventar como pessoa, mesmo tendo apenas 19 anos.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *