0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

Gostaria de começar anunciando que esse post tem um sentimento diferente: ele é um misto de satisfação, alegria e muita dedicação.

Talvez quase ninguém saiba disso, mas eu nutria comigo um desejo incalculável de um dia vir a ser aluno do Instituto Europeo Di Design (IED), com sede nas principais capitais da Europa, tendo ainda sede no Japão e até no Brasil.

Eu sempre gostei do novo, inclusive tinha para mim que eu nutria comigo uma espécie de faro para saber o que pegaria ou não (ignorando-o muitas vezes por não ter a amplitude do olhar necessário). Isso me instigou a querer me inteirar mais sobre um tema chamado COOL HUNTING, que analisa, estuda e conceitualiza a pesquisa e a captação de tendências no mundo.

Para quem é curioso como eu, eufórico por natureza com aquilo que nos instiga e ainda, gosta de se aventurar em boas histórias, esse é o tema certo para ser estudado.

COMO TUDO ACONTECEU MATHEUS?

Então, eu tinha decidido mentalmente para mim que após a formatura do meu curso de graduação em Marketing (FADERGS) no fim do ano que vem, eu iria estudar na escola. A ideia inicial era estudar na Itália, mas, acabei me inteirando mais sobre o curso na sede de São Paulo e conheci Bruno Pompeo. Bruno é uma grande referência no assunto no Brasil, sendo doutor em semiótica e também coordenador do curso. Foi aí que lendo vários feedbacks sobre as aulas é que eu tive a maior certeza sobre elas: eu precisava estudar na escola paulista, com o Bruno e tinha que ser Cool Hunting. Esse pensamento eu já nutria comigo há mais ou menos uns 2 anos, guardem essa informação.

bruno-pompeo-semi-otica-ied-sulEu & Bruno na primeira aula, percebam a alegria na minha carinha!

Aí, eis que no mês de agosto deste ano de 2016, chega até a mim a informação de que o Instituto Europeo Di Design iria pela primeira vez na América Latina sair do eixo SP-RJ para ministrar o curso de Cool Hunting numa outra cidade, a qual a contemplada foi justamente Porto Alegre (a cidade onde moro). Para a minha alegria ficar ainda maior, adivinhem de quem seria o mentoramento do curso? Do Bruno Pompeo. E ainda se não bastasse toda essa contemplação de alegria resultada de muito investimento mental, o curso teve o tutoramento de Patrícia Vianna (da Tendere). Por isso, torno a afirmar: acreditem no poder do pensamento, ele acontece!

ied-sul-coolhunting-itbrboy-1

Classe I | COOL HUNTING, IED-SUL

Como foi a primeira vez que o IED foi para uma outra cidade apresentar um de seus cursos, ele foi num formato mais dinâmico, já que em São Paulo ele é estendido ao longo de 1 mês, aqui ele foi realizado em dois finais de semanas inteiros, literalmente. Para maiores informações sobre o curso, acessem aqui. 

Acredito que todas as minhas expectativas foram alcançadas, pois a escola faz jus a todo o seu renome mundial. Bruno foi incansável, um grande maestro que me trouxe muita inspiração e me fez querer começar a pensar no mestrado. Em contra-partida, Patrícia Vianna veio com uma dinâmica tão pontual, que ela aplicou os conhecimentos técnicos da área de um jeito completamente diferente do Bruno, fazendo o casamento do curso ser essencial. Terminei as aulas com um novo olhar sobre tudo, tentando colocar em prática tudo aquilo que eu havia absorvido.

Meus colegas de classe foram incríveis, conheci pessoas muito legais de áreas diversas como arquitetura, fashion consultant, jornalismo, relações públicas, design, economia e outras. Realmente foi um privilégio compartilhar essas experiência com eles, pois aprendi muito e saí muito mais enriquecido do que quando entrei. Foi um curso sensacional mesmo!


Meus agradecimentos a FOCUS EXCELÊNCIA, empresa que fez a conexão com o IED apresentando junto a escola pela primeira vez, o IED-SUL, cujo boato já corre de que poderá haver num futuro não tão distante uma sede no Sul do Brasil. Já estou torcendo!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *