VIDA ARTIFICIAL E A INVASÃO DOS AVATARES DIGITAIS COMO INFLUENCERS

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

Desde quando criei o site, em 2011, já falávamos sobre o retorno imediato de mensagens programadas para responder e comunicar usuários/leitores numa era cuja leitura ainda era o frescor da comunicação. Esse movimento de retorno foi nitidamente comandado pelos famosos “boots” da comunicação, os quais ganharam ainda mais espaço, oportunizando um caminho sem volta para uma vida não mais artificial, mas sim, muito real!

MAS, E SE EU FOSSE UM ROBÔ?

Não é novidade nem para o mercado e nem para a sociedade oriental a figura de digital ganhar força quase que parelha com a vida humana. No entanto, no mundo ocidental as coisas nem sempre foram assim.

Muito se propagou sobre esse tema, até os dias de hoje… Inclusive, Hollywood sempre colaborou com o imaginário da soberania do poder das máquinas. O que não imaginávamos era que em pleno 2019, o mundo como conhecemos até aqui, estivesse abrindo cada vez mais espaço para comunicadores não humanos se comunicarem e propagarem informações como um humano faria.

O digital tem uma força de conquista tão forte quanto o colonialismo teve em tempos sombrios de descoberta, com a diferença de que nele não existe mais uma realidade paralela para tal alargamento dessas recepções. Quero dizer que vivemos num mundo altamente conectado e ciber-interligado, nos integrando membros de um universo “robótico” cuja realidade ainda não nos fez voar em carros voadores,  mas permitiu uma aproximação com o não real, através da realidade aumentada e das percepções de social media.

Se você está inquieto se questionando sobre dar ou não dar atenção para este tema, sugiro atentar logo, antes que o mercado o deixe em defasagem.

OS AVATARES digitais CHEGARAM!

Entre os exemplos que lhes apresento, gosto muito da maneira na qual a Lu, da rede de lojas brasileiras Magazine Luiza, atua com a cobertura humanizada da marca, interagindo com o seu consumidor final (de produto físico mesmo) de modo bem informativo e atual. Isso, sem mencionar que ela é uma das avatares mais antigas atuantes no Brasil.

Sou ainda muito encantado pela dinâmica interativa da Noonoouri, cujo trabalho estético e de relacionamento feito com as principais marcas de moda do mundo, é realmente brilhante. Uma criatura digital é a conexão perfeita com as principais celebridades, tanto brasileiras quanto estrangeiras, fazendo o que todos desse meio tanto esperam: sucesso! Ela já foi case de Harward, fez campanhas incríveis e desfilou com as principais modelos do mercado (em realidade digital).

Não posso não citar outros cases de grande sucesso, como a cantora japonesa Hatsune Miku, cuja fama dos animes a levaram para o mundo dos humanos de forma digital e em realidade aumentada (a conheçam no spotify ou no youtube). Além dela, vale atentar em todos que existem por aí (sério!), mas eu destacaria Lilmiquela, Shudu e Blawko, outros grandes avatares digitais que adoro acompanhar.

Ficou interessado no assunto?! Sugiro conferir esse estudo do WGSN que afirma que este novo começo veio para ficar. Clique aqui e saiba mais!

1 Comentário

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *